Cuiabá será Palco do Campeonato Ibero-Americano e receberá atletas de 23 países.

485
0

O Campeonato Ibero-Americano de Atletismo começa em 11 dias, em Cuiabá, com atletas de 23 países. A competição será realizada de 10 a 12 de maio, na pista do Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), com entrada gratuita. O Governo do Estado se preparou desde junho do ano passado para receber o evento internacional realizado no Centro-Oeste pela primeira vez.

“O número de participantes é bastante relevante e que com toda a certeza vai movimentar o esporte e a economia do nosso Estado. O mais importante é que não vamos ser só salão de festa, mas teremos os nossos atletas na disputa e, também, na corrida de pontos por vagas para os Jogos Olímpicos de Paris”, destacou o secretário de Esporte, Cultura e Lazer do Estado, Jefferson Carvalho Neves.

Confirmaram presença as seleções de Angola, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, Portugal, República Dominicana, São Tomé e Príncipe, Uruguai e Venezuela. O Brasil com 90 atletas (45 homens e 45 mulheres) terá a maior delegação do evento, seguido pela Colômbia, com 68 atletas, Chile (36), Paraguai (35) e Venezuela (27). Da Europa, a Espanha trará 30 atletas e Portugal 29.

A Real Federação Espanhola anunciou que a delegação será integrada por oito campeões nacionais: Daniela Fra (400 m com barreiras), Una Stancev (salto el altura), Arantxa Moreno (lançamento do martelo), Miguel Baidal e Ilias Fifa (corrida de rua 10 km), Aleix Pi (salto com vara), Diego Casas (lançamento do disco) e Nicolás Quijera (lançamento do dardo).

Um dos quatro mato-grossenses na competição é a líder do ranking brasileiro do salto em distância, Lissandra Maysa Campos, do município de Nossa Senhora do Livramento (38 km de Cuiabá) e beneficiária do Olimpus MT, programa de bolsas da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

“Aqui o pessoal gosta de atletismo, acho que vai lotar como no Troféu Brasil. Os meninos do projeto (Instituto Vicente Lenílson Atletismo) já estão agitados”, afirmou.

A atleta, de 22 anos, que está treinando duro para obter uma boa marca em sua prova, disse que até van alugada virá de sua cidade natal com familiares e amigos. “Da tarde para a noite não vai estar muito calor, todo mundo já vai ter saído do trabalho e virá assistir”, completou Lisandra, que acredita que estar perto de uma torcida especial é uma motivação a mais para o seu objetivo: o sonhado índice olímpico (6,86m).

A sua melhor marca é 6,69m do ano passado, recorde brasileiro e sul-americano na categoria sub-23. “Tem saído beirando nos treinos. Eu sempre sonho com a Olimpíada, desde que eu entendi o que é o atletismo”, disse a saltadora que ainda bem jovem teve a experiência de ir ao Mundial de Budapeste, Hungria, em 2023.

Lissandra começou no esporte com brincadeiras de rua e em recreação na praça e correu aos 12 anos em provas kids como a Maratoninha da Caixa e a Corrida de Reizinho chegou para treinar no Instituto Vicente Lenílson em 2014.

“Ela saltava 4,86m e depois de dois meses fez 5,20m no Brasileiro Escolar, com apenas 13 anos”, comentou a treinadora Maria Aparecida de Souza Lima, a Cida, que foi atleta olímpica do salto triplo em Atlanta-1996. “Como única mulher do atletismo de Mato Grosso a ir para uma Olimpíada quero passar o bastão para a Lissandra. Ela está preparada tanto na parte física como psicológica e o salto longo está perto”, acrescentou.

Jânio Varjão (Barra do Garças), Wendell Jerônimo (Pontes e Lacerda) e Almir Junior (Peixoto de Azevedo) são os outros mato-grossenses que compõem a seleção que irá representar o país na competição. Assim como Lissandra, Jânio e Wendell são bolsistas Olimpus MT.

Além dos esportistas da casa e estrangeiros, Cuiabá receberá competidores de todo o Brasil. As delegações ainda terão nesta 20ª edição do torneio treinadores, integrantes de comissões multidisciplinares e dirigentes, totalizando 646 pessoas.

Articulação do Estado

Cuiabá – que tem uma das melhores pistas de atletismo do Brasil atualmente – já foi a sede do Campeonato Sul-Americano de Atletismo sub-23 em 2022, e do Troféu Brasil de Atletismo – com grande sucesso de público (250 mil pessoas nas transmissões e 7 mil no estádio, em quatro dias de disputas) – em 2023.

O Ibero-Americano é uma competição da Associação Ibero-Americana de Atletismo (AIA), com realização do Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e o Governo do Estado de Mato Grosso, e parcerias com a Federação de Atletismo do Mato Grosso (FAMT), UFMT e SESI-MT.

A competição terá transmissão ao vivo pelo Canal Olímpico do Brasil e pela TV Atletismo Brasil, por meio dos canais do YouTube do Time Brasil e da CBAt.

Com informações da CBAt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui