20 de setembro de 2021

Altus, Acera e Alivio: Comparativo dos grupos de entrada da Shimano

Qual a diferença entre as linhas Altus, Acera e Alivio da Shimano?

51890
3

Muito se lê e ouve falar sobre as linhas de ponta da Shimano para Mountain Bike Cross Country/All Mountain (XTR, XT e SLX). Com isso, os grupos de entrada acabam ficando de lado e pouco se debate sobre eles. Quando se pergunta sobre as transmissões Altus, Acera e Alivio basicamente ganhamos a resposta de que “Alivio é melhor que Acera que é melhor que Altus”.

E, bem, se por um lado essa afirmação é inegável, por outro fica a questão: na prática, qual a diferença entre as linhas Altus, Acera e Alivio da Shimano? Será que é só estética? Número de marchas? Precisão? Peso? Vamos investigar as diferenças entre os três grupos de entrada da Shimano e ao final dar-lhe uma base de escolha caso você esteja indeciso ou com dúvida, mas, antes de mais nada, é preciso que uma coisa fique bem clara:

O que é uma transmissão de bicicleta?

De um jeito muito simples, a transmissão de sua bicicleta corresponde a todas as peças que fazem a sua bicicleta…

  • …sair do lugar;
  • e/ou parar quando você quiser*.

Ou seja, são todas as peças abaixo (no caso está ilustrado um kit XT, também da Shimano):

As peças acima são:

  1. -Corrente;
  2. -Câmbio traseiro;
  3. -Passadores/trocadores/alavancas de câmbio;
  4. -Pedivela;
  5. -Movimento central;
  6. -Câmbio dianteiro;
  7. -Cassete ou catraca (no caso é um cassete)
  8. -Rotores de freio a disco;
  9. -Pinças de freio;
  10. -Manetes/alavancas de freio;

Antes de continuar: veja que os números 8, 9 e 10 estão marcados com um asterisco (*). Elas são peças que fazem parte do sistema de freios da bike. Se por um lado muita gente considera o freio como parte da transmissão, por outro também há outros componentes das linhas Shimano que não são nem freios nem transmissão, como Aros e Cubos. Portanto, para simplificar, veremos somente os ítens de 1 a 7. Ou seja, a “o que faz a bike sair do lugar”.

E para deixar nossa análise um pouco mais organizada vamos comparar item a item, Altus, Acera e Alivio. Mas antes, gostaria que prestasse atenção no seguinte:

-Não levei em conta a linha Tourney porque – até de acordo com o catálogo da própria Shimano – não se trata de um conjunto para mountain bike. É um conjunto com tecnologia e materiais bastante simples.
-As linhas da Altus, Acera e Alivio consideradas aqui são as mais recentes, apresentadas no catálogo da Shimano de 2019.

1 – Corrente

Eis que, surpreendentemente, começamos com um empate! Os três kits completos mais recentes Altus, Acera e Alivio oferecem um sistema de 9 velocidades. E, portanto, o modelo da corrente para as três linhas é a mesma, a CN-HG53.

Essa corrente de 9 marchas da Shimano vai também nas linhas de 9 marchas de estrada como o conjunto Sora. Isso quer dizer que se alguém te disser “corrente Altus é pior que Alivio” saiba que a pessoa não tem ideia do que está falando. A corrente 9 marchas é igual para os três conjuntos: a CN-HG53.

Conclusão: empate

2 – Câmbio traseiro

Antigamente, os grupos Acera e Alivio deixavam o Altus bem para trás. No entanto a última versão do câmbio traseiro Altus já conta com o a tecnologia Shadow – responsável por deixar o câmbio mais “escondido” e próximo do quadro da mountain bike.

E com essas mudanças, os câmbios traseiros Altus, Acera e Alivio ficaram muito parecidos. Mesmos materiais, quase o mesmo peso e as mesmas tecnologias.

Vamos analisar:

-Alivio possui tecnologia Shadow (que “encolhe” o câmbio em 12mm e deixa ele bem mais compacto na bike), cabos que entram por cima e não por trás do câmbio e boa parte dos parafusos em aço inox;
-Acera muito semelhante, possui tecnologia Shadow, cabos que entram por cima e não por trás do câmbio e boa parte dos parafusos em aço inox;
-Altus também possui tecnologia Shadow, os cabos entram por cima e não por trás, os parafusos são inoxidáveis. A única desvantagem é o peso, ligeiramente maior (muito pouco mesmo).

Conclusão: Quase idênticos. Os três com características muito parecidas e mesmas tecnologias. Um empate técnico.

3 – Passadores / trocadores / alavancas de câmbio

 

O item acima é um passador, trocador ou alavanca de câmbio – e a forma como você o chama depende de onde você mora no Brasil.

Eu conheci como trocadores e vou continuar chamando de trocadores (embora o correto seja alavanca). Outro detalhe é que aqui falarei dos trocadores que não vêm com o manete de freio integrado, como comentei sobre freios anteriormente.

Acera e Alivio possuem linhas tanto para 2 coroas como para 3 coroas, enquanto Altus apenas para 3. Mesmo assim, Altus também tem uma oferta de trocadores para 2 coroas, não só de 3 (o que já delata a intercompatibilidade dos grupos).

Analisando caso a caso:

-Alivio possui tecnologia Two Way Release, (você consegue passar as marchas só empurrando com o dedão, não precisa do indicador pra nada se não quiser), alguns componentes inoxidáveis, é Rapid Fire Plus.
-Acera não possui Two Way Release, não possui componentes inoxidáveis, é Rapid Fire Plus.
-Altus não possui Two Way Release, não possui componentes inoxidáveis, é Rapid Fire Plus.

Conclusão: Alivio é superior por conta da tecnologia Two Way Release. Acera e Altus praticamente idênticos.

4 – Pedivela

É praticamente impossível falar de pedivela sem falar de movimento central quando o assunto é Altus, Acera e Alivio – as linhas de entrada de MTB da Shimano. Porém para deixar esse post o mais claro possível falarei das pedivelas antes.

As três linhas oferecem pedivelas de 3 coroas. No entanto, apenas Alivio e Acera oferecem pedivelas com 2 coroas e só Alivio com eixo integrado (hollowtech II).

Outra questão importante é que a pedivela Altus não permite que você desmonte as coroas da pedivela e, portanto, não é possível realizar a troca só da coroa em caso de desgaste ou quebra: é necessário trocar a pedivela inteira.

As pedivelas Alivio, Acera e Altus são o grande diferenciador entre as linhas de entrada Shimano.

Enfim, do ponto de vista da tecnologia, as principais comparações são:

-Alivio oferece modelos para movimento central integrado e octalink, modelos de 2 e 3 coroas, coroas com parafusos para remoção, materiais mais leves e inoxidáveis;
-Acera oferece modelos para movimento octalink, modelos de 2 e 3 coroas, coroas com parafusos para remoção, materiais inoxidáveis;
-Altus só oferece modelo de 3 coroas e para movimento central octalink, não é possível removeras coroas e não é em aço inox.

Conclusão: pedivelas Alivio (na versão Hollowtech II) ganham de longe! A pedivela dupla da linha é uma boa opção econômica para a configuração de 2x coroas. Altus é somente um produto básico de entrada.

Mas isso vai ficar mais claro ainda no item seguinte:

5 – Movimento central

Vale lembrar que esse item deve sempre ser levado em consideração com o item anterior – pedivelas. Nunca se pensa em pedivelas sem pensar no movimento central.

É aqui que o Alivio abre vantagem. Mas antes de mostrar as comparações, vale explicar que o sistema integrado, ou Hollowtech (hollow = oco) ajuda muito na distribuição de força realizada no ato de pedalar, deixa o sistema muito menos suscetível a problemas mecânicos e de desgaste e também torna a peça mais leve. As diferenças:

-Alivio oferece pedivelas e movimentos centrais tanto com tecnologia Hollowtech como Octalink;
-Acera oferece pedivelas e movimentos centrais tanto com tecnologia Octalink como eixo quadrado;
-Altus oferece pedivelas e movimentos centrais somente com tecnologia de eixo quadrado.

É importante dizer que tanto o modelo Octalink do Alivio como do Acera são o mesmo (BB-ES300). Igualmente, o modelo quadrado do Acera e do Altus também são o mesmo (BB-UN26). Portanto frases como “O movimento central Octalink do Alivio é melhor que o do Acera” não fazem sentido.

Conclusão: O movimento central integrado (Hollowtech) do Alivio está bem a frente dos Octalink e eixo quadrado do Acera e Altus. Ainda assim o Acera possui Octalink enquanto o Altus só tem o bom e velho quadrado. Alivio ganha com vantagem dos outros aqui. 

6 – Câmbio dianteiro

As linhas Acera e Alivio já não entraram nas coroas duplas. Aqui, só Altus oferece apenas pedivela triplo. Independente disso, ter mais de 1 coroa no pedivela torna câmbios dianteiros indispensáveis nessas linhas da Shimano.

Como sempre, falar de câmbios dianteiros é um assunto muito simples. Eis as diferenças:

-Alivio oferece versões top swing e down swing (que pega por cima e por baixo) e possui materiais em alumínio e aço inox;
-Acera oferece só a versão top swing e possui materiais em aço comum e aço inox.
-Altus oferece versões top swing e down swing e possui materiais em aço comum.

Conclusão: simplicidade ao seu melhor. Escolher um câmbio dianteiro aqui é questão de compatibilidade, peso e preço. Mais vantagens para o lado do Alivio, porém eu não perderia meu sono pensando em qual desses 3 câmbios dianteiros escolher. 

7- Cassete/catraca


Quase sem diferença alguma. Há uma versão CS-HG400 para a linha alivio com redução de peso, mas no geral, as 3 são iguais e oferecem as configurações de pinhões a seguir:

11-28T
11-32T
11-34T
12-36T

Conclusão: Quase iguais

Veredito final – Altus, Acera e Alivio

Altus – Se você realiza cicloviagens ocasionalmente, usa a bike na cidade mas não pretende levar o Mountain Bike como esporte, um Altus já vai te servir muito bem. O fato da linha vir com 9 velocidades e em sua versão completa com freios a disco hidráulicos foi uma grande evolução dos Altus anteriores e trouxe muito valor para a linha.

Acera– Se você ainda não sabe muito bem se Mountain Bike é sua praia ou vem de outra modalidade como o ciclismo de estrada, experimente o Acera. O câmbio traseiro e o trocador (duas peças fundamentais de uma transmissão) são de tecnologia que até ontem só existia nas linhas Deore e acima. Vai ser uma boa pedida para iniciantes!

Alivio- Se você está com a grana apertada mas quer praticar Mountain Bike com um grupo do qual você possa exigir mais, pegar trilhas ocasionalmente e fazer o “longão” com seus amigos, vá de Alivio! Algumas das tecnologias exclusivas da linha, como os trocadores e a pedivela com movimento central integrado vão fazer a diferença.

Dito isso, se você quer entrar no MTB e está em dúvida entre Acera e Alivio mas com grana curta, eu sugiro que espere e compre o Alivio. Eu usei por um tempão o Alivio 4000 e só tenho coisas boas a dizer!

A Alivio já tem características das linhas mais avançadas da Shimano por conta da famosa característica Trickle Down da fabricante. Ou seja, ela sempre trás de tempos em tempos as tecnologias das linhas superiores para as de entrada. Não é a toa que o câmbio traseiro Alivio e o Acera são bem parecidos.

Comentários

comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. Excelente postagem, se os vendedores dessem essa informação na hora da gente comprar uma bike, seria muito importante para nós iniciantes no mundo das aventuras sobre duas rodas.

  2. Simples e muito bem informativo..Vai do bolso e da necessidade de cada um..A maioria dos sites e vendedores de bikes não sabem a metade desse conteúdo.. parabéns!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Open chat