2 de março de 2021

Avancini conquista título inédito na Copa do Mundo de mountain bike

Atual número 2 do mundo no mountain bike, o brasileiro Henrique Avancini venceu a 2ª etapa da Copa do Mundo, em Nové Mesto, na República Tcheca

516
0

No ano passado, Henrique Avancini terminou em terceiro na Copa do Mundo e em 2020, ele vence pela primeira vez o cross country olímpico, fazendo história para o Brasil.

Líder do ranking mundial, Nino Schurter terminou em terceiro lugar no photo finish, atrás do holandês Milan Vader.Entre os brasileiros, Guilherme Muller ficou 53º, Luiz Henrique Cocuzzi, que chegou e estar em primeiro, terminou em 75º e Edson Rezende, em 92º.

Assim, Henrique Avancini fecha a Copa do Mundo de mountain bike com um 1º e um 12º lugares nas provas de short track, e 1º e um 5º lugares nas provas de cross country olímpico. Agora, o foco é o Mundial de MTB, que acontece já na próxima semana.

A prova

Por ter vencido o short track na sexta-feira (2), Henrique Avancini largou na primeira posição e se manteve na ponta. Mas o destaque da start lap foi mesmo o brasileiro Luiz Henrique Cocuzzi, que largou da sexta fileira e assumiu a liderança. Infelizmente, ele teve um problema mecânico e acabou perdendo muito tempo e muitas posições.

O ritmo foi frenético durante toda a prova e os atletas iam se alternando na liderança. Avancini ficou no top 5 durante todas as voltas e travou uma batalha de líderes do ranking com Nino Schurter nas últimas voltas. Na sétima e decisiva volta, os sete primeiros entraram muito juntos, com um pelotão muito compacto.

Momento emocionante do pódio histórico

Mas o dia era de Henrique Avancini! Em uma estratégia perfeita, ele escolheu o lado de fora da pista e mais técnico, enquanto Vader e Schuter foram pelo outro lado, tomou a liderança. Liderou o pelotão até o fim e no sprint, cruzou a linha de chegada em primeiro, cravando uma vitória inédita para ele e para o ciclismo mountain bike do Brasil!

PARTICIPAÇÃO BRASILEIRA NO FEMININO

O pódio do cross country olímpico feminino deste domingo foi um repeteco do top 3 da última quinta-feira (1). Desta vez, no entanto, depois de bater na trave também no short track, Pauline Prevot finalmente cruzou a linha de chegada em primeiro, com tempo de 1h14min07.

Atrás dela, com 21s de diferença, ficou a holandesa Anne Terpstra, que já havia ficado em segundo na primeira prova do cross country. E em terceiro, ficou Loana Lecomte, de apenas 21 anos, a campeã do primeiro XCO.

Já as brasileiras terminaram um pouco mais atrás. Raiza Goulão foi a melhor do país, ficando em 44º lugar, com tempo de 1h23min37. E Letícia Cândido ficou então em 61º, com mais de duas voltas para a líder.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui