24 de fevereiro de 2024

Bike Fit: entenda o que é e como funciona

Bike fit funciona para todos os tipos de bicicletas, desde MTBs hardtail e full suspension às de triathlon

2878
0

Tem certeza de que a sua bike está ideal para você pedalar? Quando falamos isso, não queremos dizer apenas se câmbios e freios estão regulados e pneus calibrados. Estamos falando da posição em que você fica e de ajustes finos que só um bike fit faz.

Além de deixar a bicicleta com câmbios e freios acertados, pneus na pressão certa e a corrente lubrificada, há um outro aspecto que influencia muito na sua pedalada. O ângulo e a posição em que você pedala.

Não sabe o que é o bike fit e como ele pode ajudar na sua pedalada e principalmente na preservação da sua saúde? Confira aqui como ele funciona de maneira resumida.

O QUE É O BIKE FIT?

O bike fit é um ajuste voltado para adequar a bicicleta totalmente ao tipo físico do ciclista. Em outras palavras, é deixar a bike só para você — um casamento perfeito entre máquina e corpo.

Esse serviço é feito por um bike fitter, um profissional que, por meio de medições e de equipamentos, constata todos os membros envolvidos no exercício do pedal. Pernas, braços, tronco e como o seu corpo se comporta durante o pedal, são avaliados, para fazer ajustes na bicicleta.

QUAL A IMPORTÂNCIA DESSE AJUSTE DA BICICLETA AO CORPO?

O bike fit é muito importante para qualquer ciclista, desde o iniciante ao profissional. Já que assim, a bicicleta fica ajustada de acordo com o biotipo da pessoa, evitando lesões e melhorando a experiência do pedal, com maior rendimento e ergonomia ao pedal.

É importante reforçar que bike fitters experientes recomendam que o ajuste seja feito pelo menos a cada oito meses. A justificativa é a de que o corpo passa por alterações constantes. Ou seja, você não tem o mesmo perfil no pedal de segunda-feira à noite e no sábado de manhã.

Há vários fatores que influenciam nas mudanças do seu corpo, que vão desde alimentares, físicas e até psicológicas. Por exemplo, em um mês você pode seguir uma dieta para perder peso e realizar treinos para subidas. Em um outro momento, sua alimentação é voltada para ganho de massa e treinos de sprint.

Ou seja, cada situação acima promove mudanças, mesmo que ligeiras, no organismo e que se refletem no corpo como um todo.

Dessa forma, o bike fit não é um objetivo a ser alcançado e concluído apenas uma vez, mas sim, um processo que deve ser sempre feito e revisado. Para só então, garantir o melhor desempenho e saúde nos pedais.

COMO FUNCIONA O ‘FIT’?

Tais ajustes garantem desde um maior rendimento no pedal até a preservação da sua saúde, evitando dores em mãos, região lombar, pescoço e pernas. Além de, claro, não forçar nenhuma peça da bicicleta, que pode estar errada para o seu tipo físico.

Existe o bike fit estático e o dinâmico. O estático ou tradicional se baseia principalmente na medidas do atleta, da bike e em fórmulas para chegar ao encaixe ideal. O dinâmico além das medidas e do uso de software específico, é feito com o ciclista em movimento. Isso permite um melhor ajuste, já que ao pedalar novas situações surgem e pedem ajustes.

Em um bike fit, estão inclusas as possíveis mudanças e ajustes nas peças abaixo:

-avanço de guidão;
-braço do pedivela;
-manetes de freio;
-trocadores;
-manoplas;
-sapatilha;
-canote;
-pedais;
-selim.

Não trocadas necessariamente todas as peças acima em um bike fit. Dependendo da situação será necessário apenas ajuste de altura ou ângulo.

ONDE FAZER O BIKE FIT?

Diversos lojistas no estado fazem o serviço no próprio local, o que facilita ainda mais a escolha, compra da bike e ajuste.

Em Cuiabá, Padhêro Bike Fit é um estudio que realiza exclusivamente este serviço. Contato: (65) 99311-3571

É ideal que o bike fit seja feito por qualquer pessoa que pedale com frequência. Dessa forma, o ajuste entra antes de um investimento em performance esportiva, em saúde.

Ajuste feito agora é hora de girar com conforto e segurança!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui