2 de março de 2021

Rabanada: receitas fit, funcional e vegana!

Neste início de dezembro, nutricionista ensina algumas opções da tradicional sobremesa de Natal, inclusive uma vegana

618
0

Quem nunca começou dezembro já sonhando com o Natal e, mais especificamente, as rabanadas típicas das ceias natalinas? Pensando no sucesso desse prato que não pode faltar nas festas de fim de ano, apresentamos três receitas saborosas de rabanada para agradar a todas as tribos: funcional, fit e vegana.

Dessa forma, ninguém vai precisar abrir mão do prato nessa época do ano. Vale destacar que as receitas abaixo não se restringem apenas a pessoas do universo fitness ou vegano, podendo ser incluídas em qualquer tipo de cardápio. Aprenda abaixo como fazer.

Rabanada fit

Por ser assada ao invés de frita, essa receita de rabanada é bem sequinha e com sabor leve e suave. Ela possui baixa densidade calórica e, por ser uma versão light da receita tradicional, reduzida em açúcares e gorduras.
É uma excelente opção para compor um café da tarde em qualquer época do ano e, assim, resgatar a memória afetiva desse prato tão especial que carrega sensações de esperança, aconchego familiar e renovação. A receita abaixo rende três unidades de 87 Kcal cada, o que equivale a uma porção.

Ingredientes:

  • 1 pão francês “dormido” cortado em três partes, cada uma delas medindo 3 cm de largura (as pontas devem ser descartadas);
  • 1/2 xícara ou 100 ml de leite desnatado;
  • 1 colher de sobremesa de xilitol em pó (adoçante natural);
  • 1 ovo (grande);
  • 1 colher de chá cheia (5 g) de açúcar refinado;
  • 1 colher de café (1 g) de canela em pó.

Modo de preparo:

  1. Corte o pão francês adormecido em 3 partes largas de 3 cm cada, descartando as pontas. Reserve;
  2. Pré-aqueça o forno a 250 graus;
  3. Misture o adoçante em pó (xilitol) com o leite desnatado e molhe as rodelas de pão na mistura apertando levemente para retirar o excesso com as mãos.
  4. Forre uma assadeira com papel alumínio deixando a parte brilhosa para cima.
  5. Separe a clara da gema e bata a clara em neve antes de misturar levemente a gema;
  6. Mergulhe o pão úmido nessa nuvem de ovo e disponha a mistura na assadeira forrada levando ao forno pré-aquecido por 20 minutos ou até dourar, virando uma a uma antes de assar por mais 10 minutos para dourar levemente o outro lado.
  7. Enquanto isso, misture o açúcar com a canela num refratário pequeno e empane cada rabanada assim que saírem do forno. Pode servir quente ou gelada, mas ela fica mais suculenta após 2h na geladeira.

Rabanada funcional

Nem tudo está perdido na era das inovações e substituições de ingredientes onde a comida antiga, tradicional e conservadora parece não ter mais valor. Algumas substituições são válidas e bem-vindas quando agregam nutrientes sem transformar tanto o alimento a ponto da preparação perder suas características sensoriais mais marcantes, principalmente para aqueles indivíduos que têm muita dificuldade em incluir boas fontes de fibras e vitaminas e minerais na alimentação como vegetais e sementes.

Essa receita de rabanada funcional não é um alimento reduzido em calorias quando comparada à versão original, mas é isenta de colesterol e rica em fibras e gordura insaturada, o que lhe confere um índice glicêmico menor do que as demais versões, além de ser rica em vitaminas e minerais como fósforo, potássio, cálcio, magnésio, cobre, manganês, zinco, ácido fólico e vitaminas do complexo B, K e E.  Cada receita abaixo rende 3 unidades, o que equivale a uma porção de 175 Kcal.

Ingredientes:

  • 1 pão francês integral “dormido” cortado em três partes, cada uma delas medindo 3 cm de largura (as pontas devem ser descartadas);
  • 3 colheres de sopa de leite de coco light ou 45 ml diluídos em 50 ml de água;
  • 1 clara de ovo (grande);
  • 3 unidade médias (15 g) de castanha de caju caramelizada com canela;
  • Açúcar de coco: 1 colher de chá cheia de 6 g no leite de coco + 4 colheres de chá rasas num total de 20 g para a cobertura;
  • Canela em pó: 1 colher de café de 1 g no leite de coco + 2 colheres de café num total de
  • 3 g para a cobertura;
  • 2 colheres de sopa (20 ml) de óleo de coco.

Modo de preparo:

  1. Corte o pão francês integral adormecido em 3 partes largas de 3 cm cada, descartando as pontas e pique grosseiramente cada castanha de caju inserindo os pedaços no centro de cada rodela de pão. Reserve;
  2. Misture 1 colher de chá do açúcar de coco e 1 colher de café de canela em pó ao leite desnatado e molhe as rodelas de pão nessa mistura apertando levemente para retirar o excesso com as mãos;
  3. Separe a clara da gema e, então, bata a clara em neve até formar picos firmes;
  4. Aqueça o óleo de coco em uma frigideira pequena;
  5. Enquanto isso, mergulhe o pão úmido na clara em neve e leve ao fogo, virando cada rabanada para dourar levemente ambos os lados. Não é necessário imergi-las no óleo para fritar.
  6. Disponha as rabanadas sobre papel toalha para que este absorva o excesso do óleo;
  7. Enquanto isso, misture o açúcar e a canela restantes num refratário raso e empane cada rabanada dos dois lados. Pode servir quente ou gelada.

Rabanada vegana

Muitas pessoas vêm diminuindo o consumo de produtos de origem animal e algumas já excluíram completamente esses insumos da sua rotina diária: os veganos. Porém, além de incluir quem segue esse estilo de vida, a receita de rabanada vegana pode compor o cardápio de quem consome alimentos de origem animal, sendo uma opção prática, acessível e saborosa.

Como todo alimento de origem vegetal é rico em fibras, minerais, vitaminas, antioxidantes e gorduras insaturadas e isento de colesterol. Dessa forma, essa receita adaptada permite que essas pessoas mantenham a tradição natalina sem nenhuma perda de sabor e qualidade de forma acessível e prática. Cada receita rende 3 rabanadas de 162 Kcal cada, servindo duas pessoas.

Ingredientes:

  • Pão francês dormido cortado em 3 partes, cada uma delas medindo 3 cm de largura (as pontas devem ser descartadas);
  • 100 ml de leite vegetal;
  • Farinha de linhaça marrom = 1 colher de sopa com 15 g + 1 colher de sopa de água;
  • Açúcar mascavo: 2 colheres de chá cheias com 10 g no leite vegetal + 4 colheres de chá rasas totalizando 20 g para a cobertura;
  • Cacau em pó 100%: 2 g ou 1 colher de chá cheia no leite vegetal + mesma quantidade para a cobertura, totalizando 4 g;
  • Canela em pó: 1 colher de café de 1 g no leite de coco + 1 colher de café de 1 g para a cobertura;
  • 2 colheres de sobremesa ou 13 ml de óleo de milho.

Modo de preparo:

  1. Corte o pão francês adormecido em 3 partes largas de 3 cm cada, descartando as pontas. Reserve;
  2. Misture 1 colher de chá do açúcar mascavo, 1 colher de chá de cacau em pó e 1 colher de café de canela em pó ao leite vegetal e molhe as rodelas de pão nessa mistura apertando levemente com as mãos para retirar o excesso. Reserve;
  3. Aqueça o óleo de milho em uma frigideira pequena;
  4. Misture a farinha de linhaça com a água e bata com um garfo até virar uma pasta. Passe essa pasta ao redor de cada rabanada com as mãos até cobrir toda a superfície e leve ao óleo aquecido para fritar até dourar levemente cada lado. Não é necessário imergi-las no óleo para obter esse resultado;
  5. Disponha as rabanadas sobre papel toalha para retirar o excesso do óleo;
    Enquanto isso, misture o açúcar, o cacau e a canela restantes num refratário raso e empane cada rabanada dos dois lados. Pode servir quente ou gelada.

Apesar da grande variedade de opções acima, a receita tradicional é uma ótima opção para compor a ceia de Natal. A dica é comer de forma suficiente é não preparar porções exageradas de uma vez e adicionar outros alimentos à mesa, comendo uma ou duas rabanadas como sobremesa após a ceia ou almoço de Natal, ou como substituição do pão no café da manhã ou lanche da tarde, acompanhada, por exemplo, de café ou chás não adoçados e queijos magros (minas frescal, cottage, ricota temperada ou minas padrão light em cubinhos com orégano, por exemplo).

Dessa forma, a refeição será mais equilibrada, sendo possível observar os sinais de saciedade que nosso corpo emite, respeitando-os e aguardando uma próxima refeição para repetir a mesma porção.

Se é uma comida que resgata em você memórias afetivas muito especiais e, assim, desperta emoções como prazer, satisfação e felicidade ao comer, então considere preparar essas receitas mais vezes ao ano para que a saudade extrema não o faça comer em excesso por conta de só ter acesso a esse alimento uma vez ao ano.

Comentários

comentários

Time ULTRAMACHO é formado por profissionais sempre em busca de trazer até você o melhor conteúdo sobre esporte de aventura, natureza, turismo e qualidade de vida. Quer ver algum conteúdo específico que não encontrou aqui. Entre em contato e faça uma sugestão de pauta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui