28 de novembro de 2021

Saiba como descer as trilhas

2104
0

Você já se perguntou como se deve descer nas corridas em trilha? Há uma característica muito relevante na musculatura ao encarar descidas mais íngremes em corridas, a chamada contração muscular excêntrica, vulgarmente chamada de contração de frenagem. Essa ação faz surgir a maioria das microlesões musculares e é a principal responsável pela dor muscular tardia, aquela que aparece 24 a 48hrs após um esforço mais alto que o normal.

Ao observar o gráfico altimétrico da prova, um dos objetivos é quantificar o número de descidas, sua inclinação negativa média e onde estão localizadas na prova. Assim, você saberá dosar ritmo nas primeiras descidas e acelerar mais nas últimas.

Na banguela– Ao descer, muitos ainda acham que devem inclinar o tronco para trás ajudando a frear. Ledo engano. É importante que você mantenha o corpo inclinado para frente e tente correr cada vez mais “leve”. A pisada deve se dar com o antepé e não com o calcanhar.

O calcanhar abordando o solo primeiro potencializa a frenagem e consequentemente o desgaste dos quadríceps, músculo anterior da coxa. Parece que é difícil, mas é mesmo! Tem que treinar essas características biomecânicas. Demora, mas o nosso corpo consegue essa mudança.

Single-tracks– Quando falamos em descidas mais técnicas com raízes, troncos, pedras e qualquer outro obstáculo que dificulte a passagem, aqueles trechos single-track que parecem “mini-canyons” formados pela erosão dos solos nossa abordagem muda um pouco.

Você pode até rir, mas a principal característica é o dom natural do atleta, ou como prefirir, a coragem do atleta. Acelerar sem medo é para poucos. Consegue-se treinar? Sim!

Vamos falar: tente sempre fazer passadas mais largas e ziguezaguear o percurso. É a forma natural que temos para frear o movimento. Trabalhe a visão periférica, olhando sempre para o chão, para os galhos das árvores e, principalmente, analise o que vem pela frente numa distância aproximada de uns três, quatro metros. Esteja apto a reagir rápido!

Colocando os tênis na trilha– Treinamento de descida mais técnicas: só uma dica! Escolha uma descida com uma distância aproximada de 200, 300 metros. Suba caminhando e observando o terreno.

Ao chegar ao topo, respire e concentre-se. Desça rápido, mas não como um louco. Vá ganhando confiança! Repetir umas cinco vezes o procedimento. Uma vez por semana está de bom tamanho para começar.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Open chat