13 de abril de 2021

Ataque de cachorro: o que fazer?

Motivo de muitas piadas entre os atletas, os cachorros nem sempre são amigáveis

833
0

O cachorro é o nosso melhor amigo. Mas é fato que alguns que encontramos pelo caminho insistem em demonstrar o contrário, principalmente quando estamos pedalando ou correndo. Latidos e rosnadas muito próximas podem assustar, mas o problema é quando o animal realmente ataca.

Para evitar chegar a este ponto e também saber como agir caso isso aconteça seguem algumas dicas:

Antes do ataque

  • Ao avistar um cachorro com aspecto não muito amistoso procure evitar passar muito próximo, atravesse a via para mostrar que você não é uma ameça. Também não faça movimentos bruscos para não atrair ainda mais a atenção do animal;
  • Se você estiver em grupo procurem estar próximos. Uma pessoa desgarrada do grupo é uma vítima em potencial aos olhos do cachorro.

Na eminência do ataque

  • Quando o cachorro, além de rosnar, fizer uma aproximação a três metros ou menos o perigo de ataque se torna real. Evite ao máximo ficar de costas, para não parecer uma presa fácil. O animal também consegue te alcançar facilmente se quiser, por isso sair em velocidade pode fazer você cair e até machucar, assim a desvantagem é muito maior;
  • Enfrente-o com as armas que você possui. Não estamos dizendo para machucar o animal e sim se proteger. Se estiver de bike é importante descer e colocá-la entre você e o cachorro. Caso esteja a pé use o que for mais fácil para afastá-lo como espirrar a água do squeeze na direção dele. Jogar um graveto ou pedra em outra direção também ajuda a distrair. Também vale gritar e fazer gestos mostrando que você também não está para brincadeira.

Durante o ataque

  • Somos a favor da vida, de toda forma de vida. Mas se você sofrer um ataque terá que lutar. Fique de frente para o animal e defenda-se como puder;
  • Na internet é possível encontrar a venda um spray para proteger desse tipo de ataque. Busque pelo repelente para animais hostis. Eles não fazem mal ao animal, diferente dos sprays de pimenta para usar contra humanos;
  • Caso a situação se torne incontrolável o ideal é deitar no chão na posição fetal. Se tiver algo como uma mochila use principalmente sobre a região da cabeça e a garganta. Nessa hora sua intenção é sobreviver. Então fique quieto para parar o ataque e não estimular mais.

Após o ataque

  • Quando a situação se transforma num ataque real qualquer mordida ou arranhão deve ser tratado. Caso a região atacada fique sangrando é preciso proteger e estancar com um pano. Lave com água e sabão e busque auxílio médico. Cães transmitem doenças quando não são vacinados. Você precisará se informar sobre o histórico do cachorro para saber como proceder;
  • Caso o dono do animal se recuse a dar informações e também não preste socorro você pode e deve procurar as autoridades. Pois além de tudo irá ajudar outras pessoas a não serem atacadas pelo mesmo animal.

Normalmente as primeiras dicas dessa matéria já afastam os cães, mas se você infelizmente sofrer o ataque poderá levar um tempo para assimilar o trauma.

Estar na natureza é aceitar que não controlamos tudo durante a aventura. Mas isso não é um fator paralisante, pelo contrário, é a beleza da experiência. Continue praticando sua atividade favorita e conte com os amigos da aventura para te dar suporte. Com o tempo a confiança volta e você se sentirá mais segurança no retorno às trilhas.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui