13 de abril de 2021

Descubra Vila Bela da Santíssima Trindade

9155
0

Mato Grosso é o terceiro maior estado do Brasil. Seu território é maior que muitos países, por isso há muito o que se descobrir e visitar em termos de turismo de aventura. Vila Bela da Santíssima Trindade é considerada a primeira capital de Mato Grosso. Foi fundada para “empurrar” a fronteira do Brasil mais para oeste. Distante 530 km da hoje capital Cuiabá, foi o destino dos aventureiros Crislaine Rufatto, Heider Matos e seu grupo de amigos neste carnaval. Cris contou em detalhes a experiência e dividiu conosco as dicas para quem quiser repetir esta expedição dos sonhos. Abaixo segue o relato dela.

“Foi juntando a fome com a vontade de comer que alugamos uma Van para foliar nosso carnaval no paraíso que é Vila Bela da Santíssima Trindade. Para chegar à cidade o acesso é feito pela BR 174. Da cidade, percorremos 15 km de estrada de chão (boas condições o trajeto) até o sítio Recanto Sete Quedas, situado na Serra Ricardo franco, com estrutura para camping, que disponibiliza de banheiros, eletricidade e cozinha, por uma tacha de R$30,00 o dia. O acesso as cachoeiras não têm custo, porém é importante um guia, principalmente para quem está indo pela primeira vez.

Nossa programação foi de quatro dias, onde todo passeio requer de equipamento adequado: mochilas de hidratação, lanches, roupas e calçados apropriados para trajetos de água.

1 dia> Cânion:  Saímos 08h da manhã, pelo fundo do sítio que estávamos acampados e percorremos a trilha de aproximadamente 2 km, sendo seu maior trajeto de rochas e riacho, até o Cânion, conhecido pelas suas águas cristalinas e tom esverdeado, com profundidade em época de chuva de aproximadamente 7m.

2 dia> Cachoeiras do Piano, Arco íris, Esmeralda, Macacos, e Jatobá: Foi nosso trajeto mais longo, de aproximadamente 20km. A trilha se inicia pelo sítio, marcada ao longo do trajeto por travessia em riacho, pedras, mata fechada, escalada num morro íngreme (o local disponibiliza uma corda de apoio) e um trajeto curto a nado por uma fenda de rochas, onde neste escalamos uma pequena queda de água, sendo necessário o apoio de outra pessoa (obs. levar saco estanque ou sacolas impermeáveis para não molhar as mochilas). As cachoeiras que acessamos são para banho, exceto a dos macacos, que é para contemplação em um mirante. A grande atração deste dia foi a cachoeira do Jatobá, com estimativa de 280m, com vista belíssima num cânion, onde é possível também banhar em sua cabeceira.

3 dia> Cabeceira da cachoeira dos Namorados e Cachoeirinha: O acesso se dá de carro até um estacionamento, onde de lá seguimos a trilha (média de 1.500m) marcada por mata fechada e uma subida e descida extremamente íngreme (quase escalada). O topo da cachoeira dos namorados é marcado por banheiras de água cristalina, diversas quedas de água, e um mirante de tirar o fôlego. Na volta, cerca de 900m, banhamos na Cachoeirinha, marcada por mata fechada e sua cachoeira num belíssimo Cânion.

4 dia> Cachoeira dos namorados: Do local do estacionamento andamos em média 900m, onde a cachoeira é marcada por águas cristalinas, ondas, e uma caverna atrás desta (difícil acesso, marcado por pedras escorregadias).

Ficha técnica da aventura:
Grupo do passeio:@galerasobora
Hospedagem em Vila Bela no Sítio Recanto Sete Kedas – Rodrigo Soares @7kedas – (65) 99805 – 3241

« 1 de 9 »

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui